Continua após publicidade

O que é arquitetura cenográfica? Conheça alguns exemplos!

Essa vertente da arquitetura une criatividade e tecnologia para transformar espaços temporários em experiências únicas e inesquecíveis

Por Chrys Hadrian
14 abr 2024, 15h00

A arquitetura cenográfica é uma disciplina que combina os fundamentos da arquitetura convencional com os elementos do design de cenários, afim de criar espaços temporários que contem histórias, transmitam mensagens e proporcionem experiências. Seja em eventos, produções teatrais, shows, exposições ou mesmo em instalações comerciais temporárias, a arquitetura cenográfica permite a exploração da imaginação de uma maneira mais lúdica e distintiva. Esta característica efêmera impulsiona uma ampla variedade de materiais, tanto de curta quanto de longa durabilidade, permitindo uma flexibilidade criativa.

Ao contrário da arquitetura convencional, onde a função é muitas vezes predominante, na arquitetura cenográfica, a narrativa é fundamental. Cada elemento arquitetônico é cuidadosamente planejado para transmitir uma história ou conceito específico. A tecnologia também desempenha um papel importante, seja na forma de projeções, iluminação interativa ou instalações audiovisuais. Esses elementos contribuem para a criação de atmosferas imersivas e cativantes. 

A seguir, selecionamos alguns escritórios que se dedicam a diferentes construções cenográfica:

Stands

Continua após a publicidade

Em eventos diversos, feiras ou exposições, os stands são projetados não apenas para apresentar produtos, mas também para contar a história da marca e envolver os visitantes. Elementos como iluminação, materiais e disposição espacial são cuidadosamente considerados para criar uma experiência memorável.

View this post on Instagram

A post shared by Juliana Medeiros (@julianamedeirosarquiteta)

Cenografias teatrais

Continua após a publicidade

Nos palcos teatrais, cinemas, programas televisivos ou digitais, a arquitetura cenográfica é usada para transportar o público para diferentes ambientes, lugares ou épocas. Cenários elaborados são criados para representar desde simples interiores domésticos até paisagens exóticas, proporcionando o pano de fundo necessário para a narrativa a ser contada ou programa a ser apresentado.

View this post on Instagram

A post shared by Granu Produção Cenográfica (@granu.cenografia)

Parques temáticos

Continua após a publicidade

Parques temáticos são verdadeiros exemplos de arquitetura cenográfica em larga escala. Cada área é projetada para imergir os visitantes em um mundo fictício, seja um castelo medieval, uma cidade futurista, ou uma selva tropical. A arquitetura, paisagismo e elementos de entretenimento se unem para criar uma experiência completa e envolvente.

View this post on Instagram

A post shared by Sette Studio – Playgrounds e Cenografia (@sette.studio)

Exposições e museus

A expografia em exposições e museus também é uma das opções dentro da arquitetura cenográfica. As instalações temporárias ou permanentes são projetadas para destacar e contextualizar as obras de arte e objetos históricos, oferecendo aos visitantes uma imersão completa e coerente.

View this post on Instagram

A post shared by estudio_chao (@estudiochao)

Eventos de grande escala

Continua após a publicidade

Shows, festivais e eventos esportivos frequentemente contam com estruturas cenográficas impressionantes. Desde palcos e estruturas de iluminação até áreas de descanso e espaços interativos, a arquitetura cenográfica é essencial para criar atmosferas vibrantes e emocionantes.

View this post on Instagram

A post shared by Estudio Guto Requena (@estudiogutorequena)

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade
Pular para o conteúdo